O que é Análise SWOT?

Uma boa gestão do desempenho de um negócio envolve análises dos fatores internos e externos que impactam diretamente as operações de uma empresa. Mas você conhece ferramentas úteis nesse processo? A análise SWOT é uma super interessante que é muito utilizada pelos consultores da ESPM Jr. no desenvolvimento de todos os nossos projetos.


Antes de abordar o modo de funcionamento da análise SWOT, vale pontuar que essa ferramenta é útil aos mais distintos empreendimentos. O objetivo principal dessa análise é avaliar os ambientes interno e externo a um negócio, para, assim, verificar a posição dele em seu ramo de atuação. Dessa forma, essa ferramenta é importante no planejamento estratégico desde pequenos negócios e marcas pessoais até multinacionais.


O termo SWOT é o acrônimo para Strenghts, Weaknesses, Opportunities and Threats em inglês. Traduzindo para o português, temos as palavras Forças, Fraquezas, Oportunidades e Ameaças, originando a sigla FOFA. Essas palavras são extremamente importantes para entender o funcionamento da ferramenta pois identificam as análises envolvidas no processo.


Pensando nisso, e a partir do conhecimento das 4 palavras, podemos iniciar o processo de análises do ambiente interno e externo. Partindo do ambiente interno, como o próprio nome já diz, nessa etapa são observados os fatores internos à empresa, ou seja, tudo aquilo que pode ser diretamente controlado por ela. Aqui são pontuadas as forças e fraquezas do modelo de negócio, e averiguadas as vantagens e desvantagens comparadas aos concorrentes de mercado. Essa etapa possibilita conhecer profundamente o negócio, reconhecer pontos fortes e principalmente avaliar as fraquezas para que elas sejam trabalhadas no planejamento estratégico.


Tratando do ambiente externo, observa-se os fatores que não podem ser diretamente controlados pela empresa, sendo realizada uma análise das oportunidades e ameaças que o cenário oferece à empresa. Apesar de não ser possível controlar esses fatores, reconhecê-los é fundamental para que a empresa esteja preparada para contornar adversidades com antecedência. Analisando esses dois pontos é possível observar com cautela as ameaças que podem prejudicar os resultados da empresa, mas também destacar as oportunidades que podem ser extremamente favoráveis ao crescimento e desenvolvimento do negócio.


Feita a análise do ambiente interno (forças e fraquezas) e externo (oportunidades e ameaças), é traçada uma matriz como esta:


Assim, é possível conhecer a fundo o negócio, seus pontos positivos que podem ser reforçados, pontos negativos que necessitam de melhorias, além de antecipar ameaças externas e implementar medidas que busquem atenuar os potenciais danos. A próxima etapa envolve cruzar as informações e traçar planos de ação com o intuito de tirar o melhor proveito dos pontos fortes da empresa e reduzir os riscos do modelo de negócio.


Tendo conhecimento do funcionamento da análise SWOT, torna-se mais simples reconhecer a importância dessa ferramenta nos projetos de consultoria oferecidos pela ESPM Jr., no planejamento estratégico das empresas, na decisão de executar ou não um projeto e em diversos outros processos da gestão do desempenho empresarial que visam alcançar resultados extraordinários.

Texto por: Clara Veloso